• Sábado, 19 de Fevereiro de 2011
    Vitrine

    Vitrines conceituais são uma característica da Aldeia. Temáticas visuais que chamam a atenção, envolvem e encantam. Aqui, você tem uma pequena amostra do trabalho que é realizado em nossas vitrines.


     

    Onipresente

    Onipresente, aquele que está presente por toda parte. A vitrine atual remete à fé, claramente vemos que não há como escapar da presença do criador. Ele está em todos os lugares. Nem o melhor esconderijo se afastaria da sua ciência e da sua presença.

    Todo o ambiente criado pela nossa vitrine intitulada “ONIPRESENTE” é em agradecimento àquele que tem sua presença continua ao longo de toda criação, em todos os aspectos, tempo ou lugar. Que Ele se faça presente e esteja conosco em todos os momentos de nossa vida.

    Marcos Naves

    Aldeia Verde 2012

     

    A vitrine reafirma o compromisso da empresa ALDEIA na preservação e zelo com o nosso meio ambiente. Intitulada ALDEIA VERDE o projeto marca o evento que apresenta os materiais de acabamentos com selo verde, fabricados com procedimentos sustentáveis para fazer parte de futuros projetos e construções conscientes.

    A vitrine transmite o encanto, a fragilidade da natureza e os cuidados que ela exige, o ambiente minuciosamente criado, mescla cores, símbolos, sons, cheiros, produtos e elementos que juntos transportam o observador do cerrado ao pantanal brasileiro. O misto de branco e verde, água corrente e sons da natureza nos leva a uma reflexão de quais caminhos podemos seguir que não comprometam a biodiversidade, reduzindo poluição, destruição de habitat e o desperdício de recursos naturais.

    Os produtos expostos obedecem rigorosamente a uma linhagem de requinte, sofisticação e responsabilidade social. Bacias, cubas, metais sanitários, acessórios e revestimentos criteriosamente selecionados por pertencerem a empresas que visam reduzir o consumo de água, obedecem à linha de realizar, uma produção limpa e sustentável , amenizando o impacto de cada atividade no meio ambiente, tendo como uma das principais metas, construir um futuro melhor.

    Um abraço,

    Marcos Naves

    http://youtu.be/d4BdouquYYE

    Araguaia - 2012

     

    O tema desta vitrine é o nosso “ARAGUAIA”, neste projeto trouxemos um pedacinho da natureza para dentro da nossa Aldeia. Pois pensamos no futuro e agimos no presente, trabalhando cada vez mais com produtos cuja produção preservam e mantém o meio ambiente. Afinal, nós, goianos, sabemos o que é viver junto ao verde, com a biodiversidade do cerrado, as cachoeiras de Pirenópolis e os encantos do Araguaia. Inusitado e vanguarda, a vitrine "ARAGUAIA" tem uma trilha sonora exclusiva, desenvolvida com sons de aves, animais e da natureza, e um aroma escolhido propositalmente para causar uma sensação única para os que visitam e circulam pela Aldeia. Um abraço, Marcos Naves

    Fim de Ano - 2012

    Estamos mudando a nossa vitrine e por falar em mudanças, o nosso último trabalho marcou a virada do ano, representando renovação, purificação e proteção para 2012. Os elementos simbólicos utilizados foram Divinos Espírito Santo, árvores, água corrente e a cor branca. A presença Divina foi exaltada, abençoando à todos que por ali passaram. As 5 árvores de ponta-cabeça representaram o mundo espiritual. Um sistema hidráulico fez a água percorrer os tubos, os metais e as louças constantemente, trazendo renovação e purificação. A cor branca predominante transmitiu paz. A iluminação de LED, refletida por dezenas de espelhos fragmentados, produziram sensações e efeitos lúdicos em nossa vitrine, valorizando os produtos nela expostos, como os revestimentos, as louças e os metais. O nosso obrigado aos parceiros deste projeto: Revestimento Portobello Louças Deca Metais Docol e Deca Quanto à próxima vitrine... Aguardem! Um abraço, Marcos Naves

    15 anos - 2011

    Um berçário, um jardim ou uma plantação. Assim idealizei esta vitrine para representar de forma lúdica e conceitual os 15 anos da ALDEIA. Através de elementos simbólicos, conto a história de uma marca que não para no tempo, e que renasce ano após ano, com mais vontade de crescer, inovar e evoluir; demonstrados aqui por quinze relógios em funcionamento constante. Os 15 recém-nascidos acomodados dentro de cubas, representam cada ano de vida da ALDEIA. E duas cubas ainda vazias foram postas para lembrarmos dos próximos anos que virão. Em um ponto de vista voltado à numerologia, os números 1 e 7 (vindos das 17 cubas expostas na vitrine) podem ser somados, resultando em 8, que tem como significado simbólico o infinito, pois a Aldeia nasceu para gerar frutos sempre. Esta vitrine é uma homenagem a todos os protagonistas que fizeram parte desta história. A eles, o nosso obrigado. Um abraço, Marcos Naves


    Oceano - 2006

    Considerados tesouros no fundo do mar, as louças e os acessórios serviram de inspiração para fazer esta vitrine. Em sua composição, foram colocadas algumas bolhas transparentes que fizeram alusão tanto à água, líquido que simboliza vida, energia e renovação, quanto a bolhas de champagne, presentes em comemorações. Manequins com mascaras caracterizaram mergulhadores que nadam sempre na mesma direção, assim como os vendedores que, trabalhando em equipe, buscam o melhor para o cliente.


    Verão Dourado - 2006

    Na vitrine de 2006, intitulada Verão Dourado, estrelas gigantes foram projetadas de uma árvore do cerrado, medindo cinco metros de altura. Ao fundo, uma ilustração de pastilhas criou um clima típico do centro-oeste do país, numa alusão ao entardecer. Louças pretas e acessórios dourados foram postos para compor cenário com o ofurô e os móveis de madeira num estilo colonial.


    Cabaças - 2007

    A vitrine tem caráter de instalação. Várias cabaças com iconografias da tribo Krahô, principal tribo indígena de Goiás, se transformaram em luminárias na composição deste ambiente. Como o projeto aborda a criatividade humana e as soluções que o homem encontra de acordo com sua necessidade, um sistema hidráulico foi montado para manter a água circulando constantemente pelo cenário. Esta ação foi feita para representar as cabaças, que serviam para carregar água nas tribos, e louças e metais de hoje em dia, que servem para o mesmo fim.

    Comentários

    • Não há comentários para esta postagem.

    Deixe seu comentário, sobre esta matéria.

    (0) Comentarios
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: